As lentes me levaram pelo mundo

As câmeras de vídeo durante mais de 30 anos foram meu passaporte para as viagens mais loucas, as expedições que realmente eram expedições numa época sem telefonia, GPS, internet ou seja, sem comunicação.

Comecei a operar uma câmera de vídeo no início dos anos 80 numa viagem par Macchu-Picchu no Perú, era o início do formato 8 mm e a Sony era uma das marcas pioneiras.

Desde esta época operei câmaras Beta- Cam, HI8 Sony EX3, as “mini-dvs” VX 1000, depois vieram VX 2000, Pd 150 e 170 ainda no formato analógico.

A entrada para o mundo digital no formato HD gravando em fitas foi com as SONY Z1 e V1.

Nesta época não existia ainda micro-câmeras e como eu era “rato" da Santa Efigênia - uma rua em São Paulo que tem todo tipo de eletrônicos - achei um dia uma micro câmera de segurança que era a prova dágua.

Com esta engenhoca adaptada + 7 câmeras e um contrato com a National Geographic Channel fui dar a volta ao mundo no veleiro Parati II do Amyr Klink realizando primeira volta ao mundo sem escalas na Antártida.

As câmeras também me levaram para a Africa, por todas as Américas, Europa e Asia.

Fui contratado por diversos canais de televisão , Discovery , AXN, GLOBO, SBT, BAND para trabalhar em projetos que sempre envolviam viagens e expedições.

MAs agora a câmera vai mudar de ângulo!

Nesta viagem até o Quirguistão quero contar histórias de lugares e pessoas interessantes e os perrengues de uma viagem solo de motocicleta.

Quero aproveitar a comunicação que não existia no passado e agora quase ön-line”levar você na minha garupa!

Mauritânia/Saara/Africa foto>Sidi Sylah

Mauritânia/Saara/Africa foto>Sidi Sylah

Haiti, pós terremoto.Filmando para o documentário Haiti, a experiência brasileira na MINUSTAH que ganhou o Festival de filmes militares em Bracciano, Itália em 2010.

Haiti, pós terremoto.Filmando para o documentário Haiti, a experiência brasileira na MINUSTAH que ganhou o Festival de filmes militares em Bracciano, Itália em 2010.

Povo Pular/Senegal/Africa foto>João Pereira

Povo Pular/Senegal/Africa foto>João Pereira

Patagônia/Argentina foto>Paulo Maka Gambale

Patagônia/Argentina foto>Paulo Maka Gambale

Volta ao mundo sem escalas com o veleiro Parati II. foto: Junior Rameck

Volta ao mundo sem escalas com o veleiro Parati II. foto: Junior Rameck

Alaska de caique/Glacier Bay/SBT Reportér/Hermano Henning foto> Ignacio Aronovich

Alaska de caique/Glacier Bay/SBT Reportér/Hermano Henning foto> Ignacio Aronovich

São Gabriel da Cacheira/Amazonas/Brasil/Docs Exército Brasileiro foto>Lineu Palaia

São Gabriel da Cacheira/Amazonas/Brasil/Docs Exército Brasileiro foto>Lineu Palaia

Cabo Verde 2005. foto Eliane Brun

Cabo Verde 2005. foto Eliane Brun

Patagônia foto Paulo Maká Gambale

Patagônia foto Paulo Maká Gambale

Mergulhando na Antártica para documentar a foca leopardo. foto Lawrence Whaba.

Mergulhando na Antártica para documentar a foca leopardo. foto Lawrence Whaba.

Santo Amaro/Maranhão/Brasil foto> Ronaldi Izoldi

Santo Amaro/Maranhão/Brasil foto> Ronaldi Izoldi

Voando no Cerrado/Mambai/Goiás/Brasil

Voando no Cerrado/Mambai/Goiás/Brasil

Antartica 2005, filmando e megulhando de neoprene. foto

Antartica 2005, filmando e megulhando de neoprene. foto

Projeto Mico Leão Dourado. foto Paula Arantes

Projeto Mico Leão Dourado. foto Paula Arantes

Africa de bicicleta em 1998 foto: Lineu Palaia

Africa de bicicleta em 1998 foto: Lineu Palaia

Praia do Cassino no Rio Grande do Sul de carro a vela em 1993. foto Fabio Zsgimond

Praia do Cassino no Rio Grande do Sul de carro a vela em 1993. foto Fabio Zsgimond

Série de documentários para o Exército Brasileiro.

Série de documentários para o Exército Brasileiro.

Saltando para gravar chamada de uma novela da Globo.

Saltando para gravar chamada de uma novela da Globo.

Gambiarra antes da era Go Pro para gravar com micro-cámera adaptadas

Gambiarra antes da era Go Pro para gravar com micro-cámera adaptadas

Trabalhando para a NHK -Tv japonesa- na Amazônia

Trabalhando para a NHK -Tv japonesa- na Amazônia

Volta ao mundo sem escalas - National Geographic Channel foto Alex Silva

Volta ao mundo sem escalas - National Geographic Channel foto Alex Silva

Embarcando 200 kilos de equipamento para subir o Rio Negro de barco de São Gabriel da Cachoeira para Iauaretê no Estado do Amazonas

Embarcando 200 kilos de equipamento para subir o Rio Negro de barco de São Gabriel da Cachoeira para Iauaretê no Estado do Amazonas

Saara, expedição solidária de Lisboa a Dakar. foto Sidi Sillah

Saara, expedição solidária de Lisboa a Dakar. foto Sidi Sillah

Volta ao mundo foto Gibrail Rameck

Volta ao mundo foto Gibrail Rameck

São Gabriel da Cachoeira- Amazonas

São Gabriel da Cachoeira- Amazonas

Esperando. Saara na Mauritânia, Vale do El Amogjar foto João Pereira

Esperando. Saara na Mauritânia, Vale do El Amogjar foto João Pereira

Haiti pós terremoto em 2010. Estou com a personagem de nosso documentário, Melissa. Ao fundo a igreja onde faleceu a Zilda Arns.

Haiti pós terremoto em 2010. Estou com a personagem de nosso documentário, Melissa. Ao fundo a igreja onde faleceu a Zilda Arns.

Travessia a Pé do Saara.

Travessia a Pé do Saara.

Equipe da série de documentários da National Geographic "Continente Gelado” foto Lawrence Whaba

Equipe da série de documentários da National Geographic "Continente Gelado” foto Lawrence Whaba

Royal Enfield Himalayan, adaptando minha "moto-casa"para uma longa jornada.

ADAPTADORES 12 VOLTS

Durante a viagem vou precisar carregar a bateria do celular ( para operar tanto o drone como as câmeras) e também uma saída 12 volts para o compressor de ar portátil.

Optei por um destes carregadores USB adaptados para moto e que ligam direto na bateria.

Captura de Tela 2019-07-27 às 19.46.29.png
Captura de Tela 2019-07-27 às 19.47.18.png

Minha dúvida era se o carregador consumia energia da bateria da moto enquanto estivesse desligada. Este carregador tem uma luz de led que fica acessa permanentemente e não tem botão liga/desliga.

Captura de Tela 2019-07-27 às 19.48.24.png
Captura de Tela 2019-07-27 às 19.46.51.png

Durante os testes monitorei a carga da bateria durante 24 horas ( sem ligar a moto). Logo que desliguei estava com 12,66 volts e após 2 horas até completar as 24 horas ficou em 12,54 volts .Portanto não vi necessidade de mexer no chicote da elétrica para ligar o carregador na chave de ignição.